---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Concurso e Processo Seletivo

PROCESSO SELETIVO DE CARÁTER TEMPORÁRIONº 001/2014

Informações Básicas

Data do Concurso: 20 jul 2014
Anulado

EDITAL 001/2014

 

PROCESSO SELETIVO DE CARÁTER TEMPORÁRIO

O Prefeito do Município de Mafra, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições legais, abre inscrições para Seleção Pública de Contratação Temporária de Profissionais para atuarem na Secretaria Municipal de Ação Social, Secretaria Municipal de Administração, Secretaria Municipal da Agricultura, Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal da Saúde de acordo com a Lei Municipal nº 3.197 de 19 de junho de 2007, alterada pela Lei Municipal nº 3805 de 05 de abril de 2012, Lei Municipal nº 3.008 de 15 de dezembro de 2.005, Lei Municipal nº 3.089 de 28 de junho de 2.006, Lei Municipal nº 3475 de 12 de março de 2010, Lei Municipal nº 3088 de 28 de junho de 2006, alterada pela Lei Municipal 3.274 de 19 de dezembro de 2007, Lei Municipal nº 3325 de 07 de julho de 2008.

 

1 - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1            O Processo Seletivo será regido por este edital, organizado pelo Município de Mafra, inscrita no CNPJ sob nº 83.102.509/0001-72, com sede à Praça Desembargador Flavio Tavares, nº 12, Bairro Centro, na cidade de Mafra - SC;

 

1.2            As provas do Processo Seletivo Público será realizado sob a responsabilidade da Universidade do Contestado/Mafra SC, de acordo com o edital 001/2014.

1.3 O Processo Seletivo destina-se aos cargos indicados no quadro I, II, III, IV E V deste Edital, os quais contem os cargos, carga horária semanal, habilitação necessária, tipo de prova e remunerações mensais.

 

2– DAS VAGAS, CARGOS, HABILITAÇÕES, TIPO DE PROVAE REMUNERAÇÃO.

2.1 – As vagas ofertadas serão para o cadastro de reserva das Secretarias Municipais de Ação Social, Administração, Agricultura, Educação e Saúde.

2.2 - O Candidato concorrerá a uma das vagas oferecidas para os cargos, conforme o seguinte quadro demonstrativo:

Quadro I – Secretaria Municipal de Ação Social

Cargo

Carga Horária

Habilitação Necessária

Tipo de Prova

Remuneração Mensal

Auxiliar Administrativo

40

Ser portador de Diploma de conclusão do Ensino Fundamental completo.

Objetiva

R$ 2.272,31

Auxiliar de Manutenção e Conservação

40

Ser portador de diploma de conclusão de ensino Fundamental Completo

Objetiva

R$ 807,57

 

Monitor

40 ou escala de revezamento

Ser portador de diploma de Ensino Fundamental Completo

Objetiva

R$ 856,74

Técnico Agrícola

40

Ser portador de diploma de Ensino Médio em Curso Técnico Agrícola ou Agropecuário, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 1.014,37

Vigia de Patrimônio

40 ou escala de revezamento

Ser portador de diploma de Ensino Fundamental Completo.

Objetiva

R$ 831,81

 

Quadro II – Secretaria Municipal de Administração

Cargo

Carga Horária

Habilitação Necessária

Tipo de Prova

Remuneração Mensal

Médico do Trabalho

10

Ser portador de diploma de curso superior em Medicina e especialização em Medicina do Trabalho, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional

Objetiva

R$ 2.478,08

Técnico em Segurança do Trabalho

40

Ser portador de Diploma de conclusão do ensino médio completo e curso Técnico em Segurança do Trabalho com  registro  no órgão  fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 1.489,62

 

Quadro III – Secretaria Municipal de Agricultura

Cargo

Carga Horária

Habilitação Necessária

Tipo de Prova

Remuneração Mensal

Motorista I

40

Ser portador de diploma de conclusão de ensino fundamental e ser portador de Carteira Nacional de Habilitação categoria D

Objetiva

R$ 1.023,02

Operador de Máquinas

40

Ser portador do diploma de ensino fundamental e ser portador de Carteira Nacional de Habilitação Categoria D

Objetiva

R$ 1.334,78

 

Quadro IV – Educação

Cargo

Carga Horária

Habilitação Necessária

Tipo de Prova

Remuneração Mensal

Segundo Professor – Educação Especial

20

Habilitado – Diploma e Histórico Escolar de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia – Educação Especial; ou Diploma e Histórico Escolar de Curso de Licenciatura Plena em Educação Especial; ou Diploma e Histórico Escolar de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, com Atestado de Frequência em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação/Aprofundamento em Educação Especial ou com Certificado de curso(s) de formação continuada em área(s) da Educação Especial com, no mínimo, 40(quarenta) horas; ou Diploma e Histórico Escolar de Curso Normal Superior, com Atestado de Frequência em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação/Aprofundamento em Educação Especial, ou com Certificado de curso(s) de formação continuada em área(s) da Educação Especial com, no mínimo, 40(quarenta) horas

Objetiva

R$999,88

Segundo Professor – Educação Especial

40

Habilitado – Diploma e Histórico Escolar de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia – Educação Especial; ou Diploma e Histórico Escolar de Curso de Licenciatura Plena em Educação Especial; ou Diploma e Histórico Escolar de Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, com Atestado de Frequência em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação/Aprofundamento em Educação Especial ou com Certificado de curso(s) de formação continuada em área(s) da Educação Especial com, no mínimo, 40(quarenta) horas; ou Diploma e Histórico Escolar de Curso Normal Superior, com Atestado de Frequência em Curso de Licenciatura em Educação Especial ou em Curso de Complementação/Aprofundamento em Educação Especial, ou com Certificado de curso(s) de formação continuada em área(s) da Educação Especial com, no mínimo, 40(quarenta) horas.

 

Objetiva

R$1999,76

Segundo Professor – Educação Especial

20

horas

Não Habilitado – Cursando no mínimo a terceira fase do curso superior de pedagogia.

objetiva

R$802,11

Segundo Professor – Educação Especial

40

horas

Não Habilitado – Cursando no mínimo a terceira fase do curso superior de pedagogia.

Objetiva

R$1605,42

 

Quadro V – Saúde

Cargo

Carga Horária

Habilitação Necessária

Tipo de Prova

Remuneração Mensal

Assistente Social NASF

30

Ser portador de diploma de conclusão de curso superior em Serviço Social, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Atendente de Consultório Dentário (ACD) – ESF

40

Ser portador de Diploma de conclusão do ensino médio completo (2º) e curso de Atendente de Consultório Dentário com  registro  no  órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 724,00

Dentista – ESF

40

Ser portador de diploma de nível superior em Odontologia com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional

Objetiva

R$ 2.698,50

Enfermeiro ESF- EACS

40

Ser portador de diploma nível  superior em Enfermagem e registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.317,97

Farmacêutico NASF

30

Ser portador de diploma de nível  superior em Farmácia e registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Fisioterapeuta NASF

30

Ser portador de diploma de nível  superior em Fisioterapia e registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Médico Ginecologista

10

Ser portador de diploma de nível  superior em Medicina com especialização em Ginecologia, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Médico Urologista

10

Ser portador de diploma de nível  superior em Medicina com especialização em Urologia, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Motorista I

40

Ser portador de diploma de conclusão de ensino fundamental e ser portador de Carteira Nacional de Habilitação categoria D

Objetiva

R$ R$ 1.023,02

Nutricionista NASF

30

Ser portador de diploma de nível  superior em Nutrição, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Odontólogo –Endodontista (CEO)

40

Ser portador de diploma de nível  superior em Odontologia com especialização em Endodontia, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional

Objetiva

R$3.091,52

Odontólogo – Periodontista (CEO)

40

Ser portador de diploma nível  superior em Odontologia com especialização em Periodontia, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$  3.091,52

Odontólogo com especialização em atenção a portadores de necessidades especiais (CEO)

40

Ser portador de diploma de conclusão de curso superior em Odontologia, com especialização em atenção a portadores de necessidades especiais e registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$  3.091,52

Profissional de Educação Física NASF e Mafra em Forma

30

Ser portador de diploma de conclusão de curso superior (Bacharelado) em Educação Física com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Psicólogo NASF

30

Ser portador de diploma nível  superior em Psicologia, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

Técnico de Enfermagem ESF

40

Certificado  de   conclusão   do  ensino  médio  (2º grau),  Curso Técnico em Enfermagem com  registro  no  órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 724,00

Técnico em Higiene Bucal ESF

40

Certificado  de   conclusão   do  ensino  médio  (2º grau),  Curso Técnico em Higiene Bucal com  registro  no  órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 724,00

Terapeuta Ocupacional NASF

30

Ser portador de diploma de nível  superior em Terapeuta Ocupacional, com registro no órgão fiscalizador do exercício profissional.

Objetiva

R$ 2.478,08

 

 

10       – DAS INSCRIÇÕES

 

3.1 As inscrições para o Processo Seletivo 001/2014 serão realizadas exclusivamente pelo site da Universidade do Contestado (UnC) através do endereço eletrônico http://www.unc.br/ no período de 09 de junho de 2014 a 02  de julho de 2014.

3.2 Cada candidato poderá efetuar somente 01 (uma) inscrição neste Processo Seletivo 001/2014.

3.3 Havendo mais de 01 (uma) inscrição, somente valerá a primeira sendo as demais canceladas.

3.4 Uma vez efetuada a inscrição, não será aceito pedido de alteração quanto ao cargo escolhido e à identificação do candidato.

3.5 O valor da inscrição, uma vez pago, não será restituído.

3.6 Não haverá inscrição condicional e nem por correspondência. Verificado, a qualquer tempo, o recebimento de inscrição que não atenda a todos os requisitos, será a mesma cancelada.

3.7 A Inscrição do candidato importa no conhecimento e na aceitação tácita das condições estabelecidas no presente Edital.

3.8 Os valores das inscrições estão descritas no quadro abaixo:

NÍVEL

VALOR DA TAXA DE INSCRIÇÃO

Fundamental

R$ 40,00 (quarenta reais)

Médio

R$ 50,00 (cinquenta reais)

Superior

R$ 70,00 (setenta reais)

 

3.9 A Inscrição só será concluída após pagamento da taxa de inscrição.

4 – DA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

4.1 No dia 09 de julho de 2014 será tornado público através de edital, a nonimata dos candidatos cujas inscrições foram deferidas, através dos sites http://www.mafra.sc.gov.br/ e http://www.unc.br/.

5 – DO(A) CANDIDATO(A) PORTADOR (A) DE DEFICIÊNCIA

5.1 Às pessoas portadoras de deficiência, que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhes são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal, é assegurado o direito de inscrição no presente Processo Seletivo desde que a deficiência de que são portadoras seja compatível com as atribuições do emprego em provimento.

5.2 Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadrarem nas categorias discriminadas no artigo 4º do Decreto Federal 3.298/99 e alterações.

5.3 As pessoas portadoras de deficiência participarão do Processo Seletivo em igualdade de condições com os demais candidatos, no que se refere ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas.

5.4 O candidato portador de deficiência deverá informá-la na Inscrição, para assegurar a previsão de adaptação da sua prova (solicitação de prova especial Braile ou Ampliada).

5.5 Os candidatos que não atenderem o dispositivo mencionado no item 5.4, serão considerados como não portadores de deficiência e não terão a prova especial preparada, seja qual for o motivo alegado, estando impossibilitados de realizar a prova em condições especiais.

5.6 O candidato portador de deficiência que, no ato da inscrição, não declarar essa condição, não poderá impetrar recurso em favor de sua situação.

5.7 Não será contratado o candidato cuja deficiência não for configurada ou quando esta for considerada incompatível com a função a ser desempenhada.

6 – DO DIA, LOCAL E HORÁRIO DAS PROVAS

6.1 A prova será realizada no dia 20 de julho de 2014 tendo como local a Universidade do Contestado (UnC), cidade de Mafra/SC.

6.2 O fechamento dos portões se dará as 9 horas. O horário de início das provas será as 09:15 da manhã e término às 12:15 horas com duração máxima de 3 (três) horas.

6.3 O Processo Seletivo será efetuado mediante aplicação de prova objetiva em que serão avaliados conhecimentos gerais e conhecimentos específicos dos candidatos sobre as matérias relacionadas a cada disciplina cujos respectivos programas fazem parte do anexo I deste Edital.

6.4ª prova objetiva terá 20 (vinte) questões, sendo 15 de Conhecimentos Específicos e 05 de Conhecimentos Gerais (Português), com 05 (cinco) alternativas de resposta para cada questão, sendo apenas 01(uma) a correta.

6.5            As questões da prova objetiva deverão ser respondidas em cartão de respostas, específico, personalizado para cada candidato e, para tanto, os candidatos devem dispor de caneta esferográfica azul ou preta.

 

6.6  A prova objetiva será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem).

 

6.7  Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 50 (cinqüenta).

 

6.8  As questões valerão 5 pontos cada.

 

6.9  Os 02 (dois) últimos candidatos de cada sala da prova somente poderão entregar as respectivas provas e retirar-se do local, simultaneamente.

 

6.10        O candidato, ao encerrar sua prova, entregará ao fiscal de sua sala, o cartão resposta da prova, devidamente assinado e o caderno de provas.

 

 

6.11Durante a realização da prova é vedada a consulta a livros, revistas, folhetos ou anotações, bem como o uso de máquinas de calcular ou qualquer equipamento elétrico ou eletrônico, inclusive telefones celulares, sob pena de eliminação do candidato do Processo Seletivo Público.

 

6.12Para a entrada nos locais de prova, os candidatos deverão apresentar cédula de Identidade ou Carteira expedida por Órgãos ou Conselhos de Classe que tenham força de documento de identificação. Para o caso de perda ou extravio de documentos será aceito o boletim de ocorrência desde que o mesmo tenha sido emitido com data de no máximo 30 (trinta) dias da data da prova.

 

6.13                Os candidatos deverão comparecer aos locais de prova com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos em relação ao início das mesmas. Será vedada a admissão em sala de provas ao candidato que se apresentar após o horário estabelecido para início das provas.

 

 

 

6.14                 Não haverá, em qualquer hipótese, segunda chamada para qualquer prova, nem a realização de prova fora do horário e local marcado para todos os candidatos.

 

 

6.15                A Comissão Organizadora do Processo Seletivo e a UnC, não assumem qualquer responsabilidade quanto ao transporte, alimentação e/ou alojamento dos candidatos, quando da realização das provas deste Processo Seletivo Público.

 

 

6.16                O gabarito das provas estará disponível em até 24 horas após a realização do Processo no site da Universidade do Contestado: http://www.unc.br/ e da Prefeitura Municipal de Mafra: http://www.mafra.sc.gov.br/.

 

 

 

 

11      – DA CLASSIFICAÇÃO

 

7.1  A classificação será efetuada em ordem decrescente dos pontos obtidos, para cada candidato.

 

7.2  O desempate beneficiará, sucessivamente, o candidato que obtiver:

a) maior número de acertos nas questões de conhecimentos específicos;

b) maior idade;

 

8 – DOS RECURSOS

8.1 Serão admitidos recursos das seguintes fases:

a) do edital;

b) da homologação das inscrições;

c)quanto às questões;

d) da classificação do resultado do Processo Seletivo.

8.2 Os pedidos de recurso somente serão apreciados se apresentados em termos convenientes e que apontarem as circunstâncias que os justifiquem e deverão conter o nome do candidato recorrente, número da inscrição, endereço completo para correspondência, assinatura do mesmo, sua fundamentação apresentado via requerimento e protocolado no setor de Protocolo da Prefeitura Municipal de Mafra, sitoa Praça Desembargador Flávio Tavares, nº 12 – Centro, endereçada à Comissão Organizadora do Processo Seletivo.

8.3 O prazo para recurso será de 02 (dois) dias, após a divulgação de cada uma das etapas.

8.4  Somente será aceita 01 (uma) solicitação de pedido de recurso por candidato.

8.5 Não serão aceitos pedidos de recurso via fax e/ou correio eletrônico (e-mail).

8.7 Pedidos de recurso inconsistentes serão preliminarmente indeferidos.

 

12     – DO RESULTADO FINAL

 

9.1 O Resultado Final será divulgado através de publicação no mural da Prefeitura, na internet através dos sites http://www.unc.br/ e http://www.mafra.sc.gov.br/e nos instrumentos da Imprensa local, no dia 26 de julho de 2014.

 

 

10 – DA CONTRATAÇÃO

10.1 É condição para a contratação, que o candidato tenha idade mínima de 18 (dezoito) anos completos no ato da mesma.

10.2 A chamada dos classificados será feita de acordo com as necessidades das Secretarias Municipais de Ação Social, Administração, Agricultura, Educação e Saúde, obedecendo à ordem de classificação por cargo.

10.3 O candidato classificado que não se apresentar no prazo de 05 (cinco) dias úteis a contar da data de convocação, no setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Mafra, perderá o direito a vaga.

 

12.4O candidato a ser contratado, receberá a relação de documentos que deverão ser apresentados no prazo determinado pelo setor de Recursos Humanos, onde deverá apresentar:

 

a)     Comprovante de escolaridade e/ou habilitação exigida para o cargo, com o competente registro no órgão fiscalizador do exercício profissional;

 

b)     Exame admissional.

 

 

 

13     – DA DESCRIÇÃO DO CARGO

 

Cargo

Descrição Sumária

Auxiliar Administrativo

Auxilia nas unidades da administração pública, em atividades relativas a pessoal, material, patrimônio, orçamento, organização, métodos e outras atividades próprias da rotina administrativa.

Auxiliar de Manutenção e Conservação

 Realiza a manutenção e conservação de prédios públicos, executando a limpeza.

Assistente Social – NASF

Apoia os profissionais da equipe dos ESFs pertencentes ao NASF na forma de orientação e treinamentos; desenvolvimento de atividades interdisciplinares com a população; oferta de informações e realização de encaminhamentos às famílias pertencentes aos ESFs participantes do NASF; Mediação dos processos grupais do serviço socioeducativo para famílias; Realização de atendimento individualizado em casos especiais e visitas domiciliares as famílias referenciadas nos ESFs atendidos; Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; Assessoria aos serviços socioeducativos desenvolvidos no território; Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva; Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência

Atendente de Consultório Dentário-ACD – ESF

Recepção do Paciente: ficha clínica, organização de arquivo; Preparo e manutenção das salas de atendimento com suprimento do material necessário; Isolamento no campo operatório; Manipulação e classificação de materiais odontológicos; Revelação e montagem de radiografias intra-orais; Preparo do paciente para o atendimento; Auxílio no atendimento: instrumentação do cirurgião-dentista e/ou técnico de higiene bucal junto a cadeira operatória; Aplicação de métodos preventivos para controle de cárie dental e doenças periodontais; Orientação ao paciente sobre higiene bucal. Confecção de modelos em gesso; Esterilização de Material; Conhecimentos Básicos de funcionamento de uma clínica odontológica e dos equipamentos, instrumentais e materiais nela utilizados. Instrumentação de Materiais. Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função

Dentista – ESF

Diagnostica e trata afecções da boca, dentes e região maxilofacial, utilizando processos clínicos ou cirúrgicos, para promover e recuperar a saúde bucal e geral.

Enfermeiro ESF- EACS

Planeja, organiza, supervisiona e executa os serviços de enfermagem, empregando processos de rotina e/ou específicos, para possibilitar a proteção e a recuperação da saúde individual ou coletiva. Coordena e supervisiona o pessoal da equipe de enfermagem, observando-o, entrevistando-o e realizando reuniões de orientação e avaliação, para manter os padrões desejáveis de assistência aos pacientes.

Farmacêutico NASF

Apoio aos profissionais das equipes dos ESFs pertencentes ao NASF na forma de orientação e treinamentos; desenvolvimento de atividades interdisciplinares com a população; mediação dos processos grupais no serviço de promoção de saúde envolvendo aspectos relacionados ao uso de medicamentos para as famílias; Realização de atendimento individualizado em casos especiais e visitas domiciliares as famílias referenciadas nos ESFs atendidos; Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva; Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência; estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano e posterior elaboração e aplicação dos conhecimentos da área farmacêutica para fins de investigação e intervenção sobre questões relacionadas ao uso indiscriminado de medicamentos, tolerância, intoxicações, dependência; promover ações preventivas ao mau uso de medicamentos e promoção da prática de autocuidado; realizar tarefas específicas de desenvolvimento, dispensação, controle, armazenamento, distribuição e transporte de produtos da área farmacêutica; Controlar entorpecentes e produtos equiparados; auxílio no diagnóstico de casos específicos e proposição de tratamento em equipe multidisciplinar com ações interdisciplinares.

Fisioterapeuta NASF

Apoio aos profissionais das equipes dos ESFs pertencentes ao NASF na forma de orientação e treinamentos; desenvolvimento de atividades interdisciplinares com a população; mediação dos processos grupais no serviço de promoção de saúde física envolvendo aspectos osteoarticulatóriospara as famílias; Realização de atendimento individualizado em casos especiais e visitas domiciliares as famílias referenciadas nos ESFs atendidos; Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva; Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência; estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano e posterior elaboração e aplicação de técnicas e instrumentos da fisioterapia, como testes além de outros, para fins de investigação e intervenção sobre características osteoarticulares, respiratórias, cardiovasculares, amputações, afecções neurológicas; promover ações terapêuticas preventivas à instalação de processos que levem à incapacidade funcional; auxílio no diagnóstico de casos específicos e proposição de tratamento em equipe multidisciplinar com ações interdisciplinares.

Médico do Trabalho

Atua visando a promoção da saúde dos trabalhadores, busca a melhor adaptação do trabalho ao homem e a eliminação ou controle de riscos existentes no trabalho, realiza exame admissional, informa empregados e empregadores sobre os riscos existentes no ambiente de trabalho, bem como as medidas necessárias para seu controle.

Médico Ginecologista

Trata de afecções do aparelho reprodutor feminino e órgãos anexos, empregando tratamento clínico-cirúrgico, para promover ou recuperar a saúde da paciente.

Médico Urologista

Trata afecções do aparelho geniturinário, empregando meios clínicos-cirurgicos para promover ou recuperar a saúde.

Monitor

Fiscaliza a entrada e saída da comunidade escolar, executando rondas internas na unidade escolar auxiliar no atendimento de emergências, recepciona veículos de transporte, realiza manutenção, reparo e limpeza das máquinas no local de trabalho, planeja e executa atividades que visem o desenvolvimento da criança/adolescente, executa atividades de lazer, organiza o modo a facilitar o bom andamento dos trabalhos, alimenta as crianças que ainda não conseguem fazê-lo sozinhas, realiza a troca de fraldas, da banho nos bebês e crianças menores de seis anos, acompanha as crianças/adolescentes em fase escolar em suas tarefas.

Motorista I

Dirige veículos automotores de transporte de passageiros, acionando os comandos de marcha e direção e conduzindo-o em trajeto determinado de acordo com as regras de transito e as instruções recebidas, sendo responsável em manter a limpeza do veículo, para efetuar o transporte de particulares, alunos, servidores, autoridades e outros, obedecendo a regulamentos específicos.

Nutricionista NASF

Apoio aos profissionais das equipes dos ESFs pertencentes ao NASF na forma de orientação e treinamentos; desenvolvimento de atividades interdisciplinares com a população; mediação dos processos grupais no serviço de promoção de saúde física envolvendo aspectos nutricionais para as famílias; Realização de atendimento individualizado em casos especiais e visitas domiciliares as famílias referenciadas nos ESFs atendidos; Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva; Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência; estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano e posterior elaboração e aplicação de técnicas e instrumentos da nutrição, como testes além de outros, para fins de investigação e intervenção sobre características nutricionais, obesidade, doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, etc.; promover ações terapêuticas preventivas à instalação de processos que levem a quadros patológicos com hipertensão, dislipidemia, diabetes, etc.; auxílio no diagnóstico de casos específicos e proposição de tratamento em equipe multidisciplinar com ações interdisciplinares.

Odontólogo – Endodontista (CEO)

Prevenção, diagnóstico e tratamento de males da polpa e da raiz dos dentes. Restabelecer a normalidade dos tecidos pulpares por meio de curetagem pulpar, pulpotomia, pulpectomia ou por tratamento cirúrgico.

Odontólogo – Periodontista (CEO)

Tratamento para regeneração de gengiva. Realização de implantes e enxertos de tecidos.

Odontólogo com especialização em atenção a portadores de necessidades especiais (CEO)

Diagnostica e trata afecções da boca, dentes e região maxilofacial, utilizando processos clínicos ou cirúrgicos, para promover e recuperar a saúde bucal e geral.

Operador de Máquinas

Opera equipamentos pesados de terraplanagem, movimentação de terras e rochas.

Profissional de Educação Física NASF e Mafra em Forma

Apoio aos profissionais das equipes dos ESFs pertencentes ao NASF na forma de orientação e treinamentos; desenvolvimento de atividades interdisciplinares com a população; mediação dos processos grupais no serviço de promoção de saúde física envolvendo aspectos osteoarticulatórios para as famílias; Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva; Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência; estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano e posterior elaboração e aplicação de técnicas e instrumentos da educação física, como testes além de outros, para fins de investigação e intervenção sobre características osteoarticulares, respiratórias, cardiovasculares, sedentarismo, obesidade, dentre outras; promover ações terapêuticas preventivas à instalação de processos que levem à incapacidade funcional; auxílio no diagnóstico de casos específicos e proposição de tratamento em equipe multidisciplinar com ações interdisciplinares.

Educação Física para grupos especiais (gestantes, crianças, adultos, idosos, hipertensos, diabéticos).Recomendações de atividade física para a saúde. Bases em aptidão físicas relacionadas à saúde. Ética profissional. Portaria 154, de 24.01.2008, saúde da família e atenção básica. Avaliação física e antropométrica. Atuação do profissional de educação física na saúde pública. Implantação, implementação e avaliação de programas de atividade física. Conceitos, atuação e objetivos de Grupos de prevenção e promoção a saúde. Recreação e lazer. Prescrição de exercício e treinamento nas diversas faixas etárias. Leis 8080/90 de 19/09/1990 (princípios e diretrizes), 8142/90 de 28/12/1990. NOB 96, Portaria 399/06. Pacto pela Saúde 2006. Constituição Federal artigos 196 a 200, e Emenda Constitucional nº 29. Política Nacional de Promoção da Saúde. Plano Nacional de Saúde 2012-2016. Plano de enfrentamento das Doenças e Agravos Não transmissíveis 2012-2020.

Psicólogo NASF

Apoio aos profissionais das equipes dos ESFs pertencentes ao NASF na forma de orientação e treinamentos; desenvolvimento de atividades interdisciplinares com a população; mediação dos processos grupais no serviço de promoção de saúde mental para famílias; Realização de atendimento individualizado em casos especiais e visitas domiciliares as famílias referenciadas nos ESFs atendidos; Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva; Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência; estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano e posterior elaboração e aplicação de técnicas e instrumentos psicológicos, como testes além de outros, para fins de investigação e intervenção sobre características afetivas, intelectuais, sensoriais ou motoras da população; auxílio no diagnóstico de casos específicos e proposição de tratamento em equipe multidisciplinar com ações interdisciplinares.

Segundo Professor – Educação Especial

Planejar e executar as atividades pedagógicas, em conjunto com o professor titular, quando estiver atuando na educação infantil e nas séries iniciais do ensino fundamental; propor adaptações curriculares nas atividades pedagógicas; participar do conselho de classe; tomar conhecimento antecipado do planejamento do professor regente, quando o educando estiver matriculado nas séries finais do ensino fundamental; participar com o professor titular das orientações (assessorias) prestadas pela professora da sala do atendimento educacional especializado; sugerir ajudas técnicas que facilitem o processo de aprendizagem do aluno

da educação especial; cumprir a carga horária de trabalho na escola, mesmo na eventual ausência do aluno; participar de capacitações na área de educação.

Técnico Agrícola

Executa tarefas de caráter técnico relativas à programação, assistência técnica e controle dos trabalhos agropecuários, orientando os agricultores e pecuaristas e alunos da Escola Agrícola nas tarefas de preparação dos solos destinados ao plantio, colheita, pastagens, e beneficiamento de espécies vegetais, combate a parasitas e outras pragas, e na criação de gado, para auxiliar os especialistas de formação superior no desenvolvimento da produção agropecuária.

Técnico de Enfermagem ESF

Executa serviços complementares ao tratamento médico especializado e auxiliares na área da saúde, relativos a observação, cuidado e aplicação de tratamento bem como a participação de programas voltados para a saúde pública.

Técnico em Higiene Bucal ESF

Executa atividades relacionadas a orientação da comunidade sobre a higiene bucal; faz a tomada e revelação de radiografias intra-orais; executa a aplicação de substâncias  para a prevenção de cárie dental; procede a limpeza e anti-sepsia do campo operatório antes e após os atos cirúrgicos; preenche e anota fichas clínicas; executa outras atribuições correlatas.

Técnico em Segurança do Trabalho

Desenvolve, executa e coordena programas de segurança do trabalho, prevenção de acidentes, prevenção contra incêndios e proteção ao meio ambiente.

Terapeuta Ocupacional NASF

Apoio aos profissionais das equipes dos ESFs pertencentes ao NASF na forma de orientação e treinamentos; desenvolvimento de atividades interdisciplinares com a população; preparar e executar os programas ocupacionais destinados às famílias pertencentes aos ESFs atendidos, baseando-se nos casos existentes na comunidade, para propiciar a estes uma terapêutica que possa desenvolver e aproveitar seu interesse por determinados trabalhos; planejar e desenvolver trabalhos em pequenos grupos, tais como trabalhos criativos, manuais, de mecanografia, horticultura e outros, para possibilitar a redução ou a cura das deficiências do paciente bem como desenvolver as capacidades remanescentes e melhorar seu estado bio-psico-social; orientar e supervisionar a execução de trabalhos terapêuticos, supervisionando os pacientes na execução das tarefas prescritas, para ajudar o desenvolvimento dos programas e propiciar a reabilitação do mesmo; orientar, individualmente ou em grupo, os familiares dos pacientes, preparando-os adequadamente para as situações resultantes de enfermidades; assistir ao servidor e aos usuários da assistência social, com problemas referentes à readaptação ou reabilitação profissional por diminuição da capacidade de trabalho e/ou dificuldades de convivência social; encaminhar as pessoas atendidas para atividades culturais, sociais, artesanais na comunidade; mediação dos processos grupais no serviço de promoção de saúde física e mental; Realização de atendimento ESFs atendidos; Desenvolvimento de atividades coletivas e comunitárias no território; Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento do trabalho de forma coletiva; Articulação de ações que potencializem as boas experiências no território de abrangência; estudo e avaliação dos mecanismos de comportamento humano e posterior elaboração e aplicação de técnicas e instrumentos da terapia ocupacional, como testes além de outros, para fins de investigação e intervenção sobre as características potencialmente patológicas da população atendida; promover ações terapêuticas preventivas à instalação de processos que levem à incapacidade funcional; auxílio no diagnóstico de casos específicos e proposição de tratamento em equipe multidisciplinar com ações interdisciplinares.

Vigia do Patrimônio Público

Exerce a vigilância de prédios, logradouros e bens públicos, inspecionando suas pendências, para evitar danos.

 

12 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

 

12.1 O Processo Seletivo Público terá validade por 02 (dois) anos, a contar da data do ato de homologação do resultado para cada cargo, podendo ser prorrogado por igual período.

12.2 O inteiro teor deste Edital, as Portarias de Homologação e o resultado final (Ato de Homologação do Processo Seletivo Público) serão afixados no mural da Prefeitura Municipal, este último apenas dos candidatos classificados no Processo Seletivo Público.

12.3 Os casos não previstos, no que tange á realização, deste Processo Seletivo Público, serão resolvidos, conjuntamente, pela Universidade do Contestado e pela Comissão de Organização do Processo

 

 

 

Mafra, 02 de junho de 2014.

 

 

 

 

_________________________________________

ROBERTO AGENOR SCHOLZE

Prefeito Municipal de Mafra

 

 

 

 

___________________________________________

TADEU DAVID GERONASSO

Secretário Municipal de Administração

 

 

ANEXO I

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

a)     Conhecimentos Gerais (língua Portuguesa)

Nível

Conteúdo Programático

Fundamental

Alfabeto: vogais e Consoantes: Encontros Vocálicos e Consonantais; Sílabas; Número e separação; Gênero: masculino e Feminino; Sinônimos e antônimos das palavras; Classe de palavras: Artigo, Substantivo, Verbo, Adjetivo, Pronomes, Advérbio e Numeral; Regras de acentuação. Escrita correta das palavras.

Médio

Compreensão e interpretação de texto (s); Ortografia oficial;Acentuação gráfica; Flexão nominal e verbal;Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação;Emprego de tempos e modos verbais;Vozes do verbo;Concordância nominal e verbal;Emprego da crase; Classes gramaticais variáveis: substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo;Termos integrantes da oração: objeto direto e indireto, agente da passiva e complemento nominal; Redação Oficial: formas de tratamento, tipos de discursos, correspondência oficial.

Superior

Compreensão e interpretação de texto (s);Ortografia oficial;Acentuação gráfica;Flexão nominal e verbal;Pronomes: emprego, forma de tratamento e colocação;Emprego de tempos e modos verbais;Vozes do verbo;Concordância nominal e verbal;Emprego da crase;Classes gramaticais variáveis: substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo;Termos integrantes da oração: objeto direto e indireto, agente da passiva e complemento nominal;Redação Oficial: formas de tratamento, tipos de discursos, correspondência oficial.

b)     Conhecimentos Específicos

Nível

Conteúdo Programático

Fundamental

AUXILIAR ADMINISTRATIVO

Noções de Informática: Hardware e Software. Sistemas operacionais Windows e Linux. Pacotes de escritório: Microsoft Office (Processador de

Textos Word, Planilha Excel, Editor de Apresentações PowerPoint e Gerenciador de E-mail Outlook.). Ferramentas e aplicações de informática.

Conceitos de Internet, Intranet e Correio Eletrônico.

Organização do trabalho: o ambiente e sua organização; rotinas de trabalho; organização e utilização

do material de escritório; de consumo e permanente. O arquivo: conceito, tipos de arquivo, acessórios para arquivamento de papéis e fichas, sistemas de arquivamento, técnicas de arquivamento. A correspondência: conceito, tipos, estrutura da redação, abreviaturas mais usadas.

 O protocolo: recepção, classificação, registro e distribuição. A documentação: conceito e importância, processos, tramitação.

Relacionamento Interpessoal: Sigilo e ética profissional, a importância do auto-conhecimento, diferenças individuais, temperamento, caráter,

personalidade, superação de conflitos no relacionamento, capacidade de empatia. Comunicação: emissor e receptor, canais de comunicação, mensagens, códigos, interpretações, ruídos na comunicação. Lei Ordinária 3197 de 19 de junho de 2007, Lei complementar nº 16 de 28 de dezembro de 2005.

AUXILIAR DE MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO

Noções básicas de conservação e manutenção. Noções básicas de higiene e limpeza. Cuidados elementares com o patrimônio. Utilização de

materiais e equipamentos de limpeza. Guarda e armazenagem de materiais e utensílios. Habilidades manuais no desempenho das tarefas:

seqüência correta das operações; uso correto de ferramentas, utensílios e equipamentos; manutenção e conservação de ferramentas, utensílios e

equipamentos; dosagem dos produtos para limpeza; Noções básicas de segurança e higiene do trabalho inerente às atividades a serem desenvolvidas. Relacionamento humano no trabalho. Importância da disciplina no trabalho. Noções básicas de Qualidade e Produtividade. Lei Orgânica do Município.

MONITOR

Formação do povo brasileiro, sociedade brasileira, Estado brasileiro, cidadania, nacionalidade, objetivos nacionais, direitos e deveres do cidadão, poderes da União, Estados e Municípios, Constituições Brasileiras, Símbolos Nacionais e Estaduais. Infra-estrutura social: Habitação e emprego, saúde, justiça e segurança pública brasileira. Atualidades: Assuntos relacionados com economia, história, política, meio ambienta, saúde e cultura, esportes, inovações tecnológicas e científicas, do Brasil e do Mundo.

MOTORISTA I

Legislação e Sinalização de Trânsito; Normas gerais de circulação e conduta; Deveres e proibições. Infrações, crimes e penalidades. Direção

defensiva; Primeiros Socorros; Prevenção de acidentes; Proteção ao Meio Ambiente; Cidadania. Noções gerais de mecânica, elétrica e hidráulica;

Conhecimentos básicos de máquinas leves e pesadas motorizadas e não motorizadas: Condução de veículos da espécie; Manobras;

Conhecimentos sobre os instrumentos do painel de comando; Manutenção do veículo; Direção e operação veicular. Registro e licenciamento de

veículos. Noções básicas de higiene e organização de trabalho. Relações humanas no trabalho. Normas e cuidados com o transporte de crianças, idosos e doentes.

 

OPERADOR DE MÁQUINAS

Legislação e Sinalização de Trânsito; Normas gerais de circulação e conduta; Deveres e proibições. Infrações, crimes e penalidades. Direção

defensiva; Primeiros Socorros; Prevenção de acidentes; Proteção ao Meio Ambiente; Cidadania. Noções gerais de mecânica, elétrica e hidráulica;

Conhecimentos básicos de máquinas leves e pesadas motorizadas e não motorizadas: Condução de veículos da espécie; Manobras;

Conhecimentos sobre os instrumentos do painel de comando; Manutenção do veículo; Direção e operação veicular. Registro e licenciamento de

veículos. Conhecimento básicos de operação e manutenção de máquinas: tratores com pneus ou esteiras, retro escavadeiras, moto niveladoras,

escavadeiras hidráulicas, rolo compactador, perfuratrizes, pás–carregadeiras, carregadeiras sobre esteiras e similares. Noções básicas de higiene

e organização de trabalho. Relações humanas no trabalho. Conhecimentos básicos inerentes às atividades do cargo.

VIGIA DE PATRIMONIO

Noções básicas de conservação e manutenção. Cuidados elementares com o patrimônio. Guarda e Armazenagem de materiais e utensílios. Habilidades manuais no desempenho das tarefas: seqüência correta das operações; uso correto de ferramentas, utensílios e equipamentos; manutenção e conservação de ferramentas, utensílios e equipamentos. Noções básicas de segurança e higiene do trabalho inerente às atividades a serem desenvolvidas. Importância da disciplina no trabalho. Noções básicas de Qualidade e Produtividade. Noções de hierarquia; Funções; Noções de Segurança; Conhecimento e uso do Relógio Ponto e itens de controle; Formas de tratamento; Relacionamento humano no trabalho. Atendimento ao público; Acesso a entidades públicas de emergência: Pronto Atendimento, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiro.

 

Médio

ATENDENTE DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO (ACD) - ESF

O atendente de consultório odontológico e a equipe de saúde bucal; Noções básicas referente à Assistência em Saúde Bucal (individual e coletiva) e seus objetivos; Noções de biossegurança (equipamento de proteção individual, imunização); Limpeza, desinfecção e esterilização de material; Manuseio da comunicação na assistência em odontologia (no telefone, na sala de espera); Noções básicas de informática. Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função

 

SEGUNDO PROFESSOR - EDUCAÇÃO ESPECIAL NÃO HABILITADO (20 E 40 HORAS)

Políticas Públicas para a Educação:

Constituição federal de 1988 – Educação Especial;

Lei nº 9394/96 – LDBN – Educação Especial;

Lei nº 8069/90 – Estatuto da criança e do Adolescente – Educação Especial ;

Lei nº 10.098/94 – Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e da outras providencias.

Lei n 7853/89 – CORDE – Apoio às pessoas portadoras de deficiência;

Decreto nº 186/08 – Aprova o texto da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e de seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007;

Decreto nº 6094/7 – Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso todos pela educação;

Decreto nº 6571/08 – Dispõe sobre o atendimento educacional especializado;

Decreto nº 3298/99 – Regulamenta a Lei 7.853 de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção e da outras providencias.

Decreto nº914/93 – Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência;

Decreto nº 2.264/97 – Regulamenta a Lei nº 9.424/96

Portaria nº1.793/94 – Dispõe sobre a necessidade de complementar os currículos de formação de docentes e outros profissionais que interagem com portadores de necessidades especiais e da outras providencias;

Portaria nº 3.284/03 – Dispõe sobre requisitos de acessibilidade de pessoas com deficiências, para instruir os processos de autorização e de reconhecimento de cursos, e de credenciamento de instituições.

Resolução CNE/CEB nº 2/01 - Resolução CNE/CEB nº 2/01 - Normal 0 21 Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica

Resolução nº 05/87 - Altera a redação do Art. 1º da Resolução nº 2/81

Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva;

Política de Educação Especial de Santa Catarina e Programa Pedagógico da Política de Educação Especial de Santa Catarina;

Atribuições do segundo professor de turma;

Alfabetização com letramento;

Adequações curriculares;

Conceitos de deficiência intelectual, visual, auditiva, física e múltipla, transtorno global do desenvolvimento, condutas típicas e altas habilidades;

Tecnologias assistivas.

Caracterização do atendimento educacional especializado;

Caracterização do serviço de Atendimento Educacional Especializado.

 

TECNICO AGRICOLA

Solos: características morfológicas; ordens e classes de solos, principais unidades, aptidão agrícola, limitações de uso, fertilidade natural.

Conservação dos solos: práticas de manejo. Propriedades dos solos. Coleta de solos para análise: técnica de amostragem. Correção e fertilização

dos solos. Classificação dos fertilizantes; Máquinas e implementos agrícolas: técnicas de operação e manutenção; Clima: normais climáticas,

relação clima e culturas, balanço hídrico; Culturas: milho, cana-de-açúcar, soja, feijão, arroz, trigo e mandioca. Época de semeadura e plantio,

práticas culturais, controle de pragas, moléstias e inços; Plantas forrageiras para grão, pastejo e ceifa. Conservação de forragens. Práticas de

plantio e utilização. Adubação; Fruticultura: maçã, uva, pêssego, citrus. Escolha do terreno, preparo de mudas, cultivo, épocas de plantio, tratos

culturais. Controle de pragas e moléstias; A técnica da poda: poda de condução; Pecuária leiteira e de corte: raças, alimentação, manejo, controle

sanitário; Olericultura: botânica, cultivares, clima, época de plantio, e tratos culturais da alface, couve, alho, batata, cebola, cenoura, tomate,

pepino e pimentão; Irrigação: princípios gerais e métodos.

TÉCNICO DE ENFERMAGEM - ESF

SUS: princípios, diretrizes, legislação, nomes operacionais e portarias (Leis 8080/90 e 8142/90); Programas do Ministério da Saúde; Estratégia da Saúde da Família, visão de equipe multidisciplinar, organização do programa e sua inserção no SUS (Portaria 648/06); Conhecimentos inerentes às atribuições do cargo; SIAB como instrumento de trabalho da equipe de saúde da família; Noções de biossegurança (equipamento de proteção individual, imunização, etc.); Ética e Legislação no Trabalho; Técnicas básicas de enfermagem; Noções de rotinas administrativas ambulatoriais; Administração de medicamentos (noções de farmacologia, cálculo para dosagem de drogas e soluções, vias de administração); Enfermagem médico-cirúrgica: Limpeza, desinfecção e esterilização de material; Assistência de urgência e emergência ambulatorial; Enfermagem materno infantil, enfermagem em Saúde Pública, vigilância epidemiológica e Sanitária; enfermagem do adolescente, do adulto, e do idoso; Noções de administração aplicada ao Técnico de enfermagem; Imunizações. Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

TÉCNICO EM HIGIENE BUCAL-ESF

Rotinas básicas em um consultório odontológico; Preenchimento de fichas clinica; Prevenção; Cariologia; Placa bacteriana; Técnicas de escovação. Tipos de dentição.  Anatomia dental. Esterilização, Desinfecção, Assepsia, Antiasepsia; Ergonomia (trabalho a quatro mãos) Métodos de Prevenção (selantes, flúor, palestras); Materiais e Instrumentais utilizados na clinica odontológica (seqüência, utilização); Rotina de cuidados com equipamentos da clinica; Equipamentos de Proteção Individual (EPI's); Sistema Único de Saúde (SUS): seus princípios e diretrizes; Leis (8.080/90 e 8.142/90); Normas e portarias atuais, Constituição Federal de 1988 (seção II - Da Saúde). Norma Operacional Básica (NOB/SUS/96); Programa Saúde da Família (PSF); Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

 

TECNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

 

Doenças Ocupacionais: Agravos causados por riscos: químicos, físicos, biológicos e ergonômicos; Lesões causadas por esforços repetitivos (LER) e doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho (DORT); Doenças profissionais do sistema respiratório, Doenças do sistema circulatório, Transtornos mentais relacionados ao trabalho, Distúrbios provocados pela eletricidade; Doenças causadas por temperaturas extremas, Distúrbios da audição causados por ruídos

Ergonomia:A ergonomia nas áreas da atuação humana; As diversas áreas da ergonomia aplicada ao trabalho; Homem – máquina – tarefa, Biomecânica ocupacional: gestos, posturas e movimentos de trabalho; Ambiente de trabalho; Ambiente térmico; Ambiente acústico; Ambiente vibratório; Ambiente lumínico; Qualidade do ar; Antropometria;                                                             Trabalho fisicamente pesado; Técnicas para o trabalho pesado; Organização ergonômica do trabalho pesado; Dispositivos técnicos de trabalho; Organização do Trabalho sob o Ponto de Vista Ergonômico; Ginástica laboral: objetivos, aplicações, exercícios e dinâmicas.Noções básicas de direito do trabalho; Princípios gerais do direito do trabalho; Organização Internacional do Trabalho (OIT): principais convenções internacionais sobre saúde do trabalhador; Conteúdo legal do contrato de trabalho; Responsabilidade contratual; Órgãos estatais responsáveis pela proteção e fiscalização do trabalho: Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), Ministério Público do Trabalho (MPT), divisão da vigilância sanitária; Papel dos Sindicatos relativo à segurança e saúde do trabalho.

Superior

ASSISTENTE SOCIAL - NASF

Lei Orgânica da Assistência Social. Estatuto da Criança e do Adolescente. Código de ética profissional. Ética na relação indivíduo e sociedade. Ética e valor. Ética e serviço social. Ética e transformação social. Abuso sexual da criança e do adolescente: Abuso legal e dano psicológico. Responsabilidade, reconhecimento e crença, culpa, acusação, admissão e assunção da autoria. O processo familiar e a rede profissional. Família: A família como sociedade de classes. A visão da família no discurso do assistente social. A prática profissional dos assistentes sociais junto à família. Grupo: Como iniciar um grupo. Estruturação. Critérios para inclusão. Metodologia. O técnico como facilitador. Reações características de grupo de saúde. O acesso à saúde. A política da desigualdade. A regionalização das carências. Da carência dos serviços à reivindicação dos direitos. Saúde mental. Conhecimentos básicos inerentes as atividades do cargo.

DENTISTA –ESF

Dentística: Cárie; Flúor; Noções básicas de oclusão; Restaurações anteriores e posteriores (cimentos, resinas e amálgamas); Isolamento absoluto na dentística restauradora.  Anestesiologia e Cirurgia Oral Menor: Anamnese, exame do paciente e diagnóstico; Princípios básicos da anestesia e da cirurgia oral menor; Instrumental e equipamentos; Esterilização; Técnicas de anestesia intra-bucal; Dor, causa e controle; Complicações anestésicas e emergências; Técnicas exodônticas (complicações e pós-operatório); Infecção aguda da cavidade bucal (diagnóstico e tratamento). Radiologia Odontológica: Radiologia preventiva, efeitos biológicos das radiações e proteção; Técnicas radiográficas intra-bucais; Métodos de localização radiográfica; Anatomia, lesões e anomalias dentária e do complexo maxilomandibular. Endodontia: Exame, diagnóstico e plano de tratamento; Alterações da polpa dental; Alterações patológicas no periápice; Tratamento conservador da polpa; Preparo do material e instrumental necessário à prática endodôntica; Acesso; Instrumentação e obturação endodôntica; Tratamento de emergência das inflamações agudas em endodontia e do trauma dental. Periodontia: Anatomia do periodonto; Exame periodontal;Emergência periodontal - tratamento; Prevenção e controle da doença periodontal (fase associada à placa); Interrelação entre periodontia e odontologia restauradora e endodontia.  Odontopediatria: Prevenção de cárie e doença periodontal na infância; Estudo da dentição decídua e mista; Anestesia; Preparo cavitário e restaurador dos dentes decíduos; Atendimento emergencial - dor e trauma dos dentes anteriores. Farmacoterapia em Odontologia: Conceitos básicos da farmacologia - aplicação na odontologia; Antibióticos, anti-inflamatórios, analgésicos, tranqüilizantes e ansiolíticos mais usados na odontologia -características, vias de administração, doses, mecanismo de ação, classificação e uso; Anestésicos locais - efeitos farmacológicos, uso e suas complicações; Hemostáticos; Anti-sépticos e desinfetantes; Farmacoterapia nas emergências - choque e desmaio; Terapêutica medicamentosa em pacientes especiais (gravidez, cardiopatia, diabetes etc). Semiologia e Patologia Bucal:Semiologia da boca - exame clínico, exames complementares, diagnóstico; Alterações do desenvolvimento e do crescimento das estruturas bucais e parabucais; Lesões da mucosa bucal - malignas e benignas; Doenças com manifestações bucais - bacteriana, virais e micóticas; Processos proliferativos na cavidade bucal; Cistos e tumores odontogênicos e não odontogênicos; Lesões ósseas e fibro ósseas benignas; Doenças das glândulas salivares. Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

ENFERMEIRO ESF E EACS

Ética e legislação em enfermagem: Princípios básicos de ética; Implicações éticas e jurídicas no exercício profissional de enfermagem; Regulamentação do exercício profissional; Código de ética dos profissionais de enfermagem. Epidemiologia e bioestatística: Estatísticas de saúde; História natural das doenças e níveis de prevenção; Vigilância epidemiológica. Epidemiologia das doenças transmissíveis: Características do agente, hospedeiro e meio ambiente; Meios de transmissão, diagnóstico clínico e laboratorial, tratamento, medidas de profilaxia e assistência de enfermagem; Imunizações: cadeia de frio, composição das vacinas, efeitos adversos, recomendações para sua aplicação, Programas de Imunização. Atenção à saúde da criança e do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso. Atenção à saúde bucal e mental. Fundamentos de enfermagem. Processo de enfermagem. Prevenção e controle de infecção hospitalar. Biossegurança. Assistência de enfermagem aos pacientes clínicos e cirúrgicos. Atuação do enfermeiro em Centro Cirúrgico e Centro de Material e Esterilização. Atuação do enfermeiro em Pronto-Socorro e em situações de emergência. Assistência de enfermagem materno-infantil. Administração em enfermagem: Princípios gerais da administração e funções administrativas: planejamento, organização, direção e controle; Gestão de qualidade. Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

FARMACEUTICO NASF

Legislação Farmacêutica e Ética Farmacêutica; Assistência Farmacêutica e Políticas de Saúde: Sistema Único de Saúde (SUS), Farmacovigilância, Estudos de utilização de medicamentos, políticas de medicamentos, farmacovigilância; Farmacologia e Farmacoterapia: medicamentos que atuam nos vários sistemas e aparelhos, grupos de medicamentos. Reações adversas, interações medicamentosas; Farmacotécnica: Classificação dos medicamentos, formas farmacêuticas, vias de administração, conservação, dispensação, acondicionamentode medicamentos, Preparo de soluções estéreis e não estéreis; Farmácia Hospitalar: Conceito, objetivo e atribuições, seleção e sistemas de distribuição de medicamentos, atenção farmacêutica, inserção da farmácia nas ações do serviço de controle de infecção hospitalar; Analise e controle de qualidade de medicamentos: bioequivalência, estabilidade, concentrações de soluções, equivalentes e miliequivalentes. Conhecimentos básicos inerentes as atividades do cargo.

FISIOTERAPEUTA NASF

Fundamentos e história da fisioterapia no Brasil e no mundo; Atualidades sobre fisioterapia no Brasil e no mundo; Anatomia e fisiologia humana; Fisioterapia Geriátrica; Fisioterapia aplicada às condições Gineco-obstétricas e Pediátricas; Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia; Fisioterapia Reumatológica; Fisioterapia Neurológica; Fisioterapia Desportiva e Preventiva; Fisioterapia Cárdio-Respiratório: Nível ambulatorial; Nível hospitalar (clínico e cirúrgico); Recursos Fisioterapêuticos; Métodos de Graduação de Força Muscular em Provas Manuais de Função Muscular; Avaliação Funcional:· Cinesiologia; Bases de Métodos e Técnicas de Avaliação Fisioterapêutica; Diagnóstico, terapia e prevenção de: DORT - Distúrbios Osteomusculares relacionados ao Trabalho; LER - Lesões por Esforços Repetitivos; Patologias relacionadas à coluna vertebral; Doenças do Aparelho Respiratório; Fisioterapia Geral; Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

 

MÉDICO DO TRABALHO

Atestados admissionais, periódicos, demissionais, retorno ao trabalho; PCMSO; PPRA: Patologias Pulmonares ocupacionais;Doenças de pele; Normas regulamentares do trabalho; Noções de legislação do trabalho; Riscos químicos, físicos e biológicos no trabalho;  Controle de atestados médicos; Noções de ergonomia, direitos no trabalho (portadores de deficiência, trabalho insalubre, noturno, em turno e periculoso).

 

MÉDICO GINECOLOGISTA

Embriologia e anatomia do aparelho urogenital feminino; fisiologia mestrual-controle neuroendócrino; Esteroidogenese; Semiologia ginecológica; Desenvolvimento puberal normal e anormal; Malformações genitais; Planejamento familiar – Métodos anticoncepcionais; Amenorréias; Sangramento genital; Hemorragia uterina disfuncional; Vulvovaginites; D.S.T.; Doença inflamatória pélvica; Dor pélvica crônica; Incontinência urinária; Miomatose uterina; Endometriose; Dismenorréia; Síndrome Pré-Mestrual; Climatério; Patologias Benignas da Mama; Infertilidade conjugal; Sexualidade; Oncologia genecológica; Endoscopia

MÉDICO UROLOGISTA

Semiologia e exame urológico,anatomia; Nefrolitíase; Tumores renais; Infecções do trato urinário; Doenças sexualmente transmissíveis; Prostatites; Incontinência urinária;Disfunção erétil e sexual; Tumores prostáticos; Câncer de bexiga; Câncer de testículo; Hipospádia e epispádia; e Criptorquidia.

 

NUTRICIONISTA NASF

Conceitos, generalidades e definições sobre alimentos, alimentação; Métodos de conservação dos alimentos; Causa de deteriorização dos alimentos; Composição de dietas equilibradas; Composição do corpo humano e as substâncias necessárias ao organismo no período de formação, crescimento e desenvolvimento; Legislação pertinente; Vigilância alimentar e nutricional; Programa Nacional de Alimentação Escolar; Noções básicas de informática; Fisiologia da nutrição; Fisiopatologia; Tratamentos dietoterápicos (no Diabetes, Hipertensão arterial, Doenças renais, Doenças hepáticas, Obesidade, etc); Políticas públicas de alimentação e nutrição; PAT - Programa de alimentação do Trabalhador; Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

ODONTÓLOGO – ENDODONTISTA (CEO)

Anatomia dentária. Topografia da cavidade pulpar e do periápice. Histofisiologia do complexo dentinopulpar.Microbiologia relacionada à endodontia. Farmacologia: Receituário. Antiinflamatórios. Antibióticos. Analgésicos. Drogas utilizadas em anestesia local. Técnicas anestésicas e tratamento de complicações relacionadas à anestesia local. Prevenção e tratamento de emergências médicas em odontologia. Princípios de tratamento e prevenção das infecções odontogênicas. Métodos e técnicas de exame em endodontia. Material e instrumental endodôntico. Assepsia e anti-sepsia na prática endodôntica. Alterações da polpa dental. Alterações patológicas do periápice. Acesso e preparo da câmara pulpar. Tratamento conservador da polpa dental. Odontometria. endodônticos e periodontais de interesse comum.

 

ODONTÓLOGO – PERIODONTISTA (CEO)

Anatomia do Periodonto. Classificação das Doenças Periodontais. Epidemiologia das Doenças Gengivais e Periodontais. Etiopatogenia das Doenças Gengivais e Periodontais. Microbiologia e Imunologia da Doença Periodontal. Interações entre Parasita e Hospedeiro na Doença Periodontal. Fatores Genéticos Associados à Doença Periodontal. Placa e Cálculo Dental e Fatores Predisponentes. Influência das Doenças Sistêmicas no Periodonto. Influência das Doenças Periodontais nas Alterações Sistêmicas. Tabagismo e Doença Periodontal Patologia Periodontal. Doença Gengival: Mecanismos de Defesa; Inflamação Gengival; Características Clínicas da Gengivite; Aumento Gengival; Infecções Gengivais Agudas; Doença GengivalnaInfância; Gengivite Escamativa. Doença Periodontal: Bolsa Periodontal; Perda Óssea e Padrões de Destruição Óssea; Desordens do Sistema Mastigatório; Periodontite Crônica; Periodontite Ulcerativa Necrosante; Periodontite Refratária; Periodontite como Manifestação de Doenças Sistêmicas; Periodontite Agressiva. Tratamento da Doença Periodontal: Diagnóstico, Prognóstico e Plano de Tratamento; Diagnóstico Clínico e radiográfico da Doença Periodontal; Determinação do Prognóstico.

ODONTÓLOGO COM ESPECIALIZAÇÃO EM ATENÇÃO A PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS (CEO)

Conhecimentos Específicos: Estratégia do Programa Saúde da Família: modelos de Atenção a Saúde; Planejamento estratégico como instrumento de gestão e assistência; Sistema de Atenção Básica como instrumento de trabalho da equipe no Programa da Família; SUS; Legislação; Prevenção e Promoção a Saúde. Biossegurança na odontologia: esterilização e desinfecção; cariologia; endodontia; tratamento conservador da polpa; emergências em endodontia. Periodontia: prevenção e tratamento das doenças periodontais. Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

 

PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA NASF E MAFRA EM FORMA

Educação Física para grupos especiais (gestantes, crianças, adultos, idosos, hipertensos, diabéticos). Recomendações de atividade física para a saúde. Bases em aptidão físicas relacionadas à saúde. Ética profissional. Portaria 154, de 24.01.2008, saúde da família e atenção básica. Avaliação física e antropométrica. Atuação do profissional de educação física na saúde pública. Implantação, implementação e avaliação de programas de atividade física. Conceitos, atuação e objetivos de Grupos de prevenção e promoção a saúde. Recreação e lazer. Prescrição de exercício e treinamento nas diversas faixas etárias. Leis 8080/90 de19/09/1990 (princípios e diretrizes), 8142/90 de 28/12/1990. NOB 96, Portaria 399/06. Pacto pela Saúde 2006. Constituição Federal artigos 196 a 200, e Emenda Constitucional nº 29. Política Nacional de Promoção da Saúde. Plano Nacional de Saúde 2012-2016. Plano de enfrentamento das Doenças e Agravos Não transmissíveis 2012-2020.

PSICÓLOGO NASF

Conceitos e generalidades sobre psicologia da personalidade, social, comparativa e do desenvolvimento; Teoria e pensamentos referente a Marx, Bandura, Freud, Piaget e John Bowby; Atualidades sobre Psicologia no Brasil de no Mundo; Linhas Teóricas da Psicologia; Classificação dos transtornos mentais e de comportamento; Princípios da Psicologia; Psicopatologia; Resolução do CFP 10/2005; Escolas ou teorias que estudam a psicologia geral; Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.

 

SEGUNDO PROFESSOR - EDUCAÇÃO ESPECIAL HABILITADO (20 E 40 HORAS)

 

Políticas Públicas para a Educação:

Constituição federal de 1988 – Educação Especial;

Lei nº 9394/96 – LDBN – Educação Especial;

Lei nº 8069/90 – Estatuto da criança e do Adolescente – Educação Especial ;

Lei nº 10.098/94 – Estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e da outras providencias.

Lei n 7853/89 – CORDE – Apoio às pessoas portadoras de deficiência;

Decreto nº 186/08 – Aprova o texto da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e de seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007;

Decreto nº 6094/7 – Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso todos pela educação;

Decreto nº 6571/08 – Dispõe sobre o atendimento educacional especializado;

Decreto nº 3298/99 – Regulamenta a Lei 7.853 de 24 de outubro de 1989, dispõe sobre a Política Nacional para integração da Pessoa Portadora de Deficiência, consolida as normas de proteção e da outras providencias.

Decreto nº914/93 – Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência;

Decreto nº 2.264/97 – Regulamenta a Lei nº 9.424/96

Portaria nº1.793/94 – Dispõe sobre a necessidade de complementar os currículos de formação de docentes e outros profissionais que interagem com portadores de necessidades especiais e da outras providencias;

Portaria nº 3.284/03 – Dispõe sobre requisitos de acessibilidade de pessoas com deficiências, para instruir os processos de autorização e de reconhecimento de cursos, e de credenciamento de instituições.

Resolução CNE/CEB nº 2/01 - Resolução CNE/CEB nº 2/01 - Normal 0 21 Institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica

Resolução nº 05/87 - Altera a redação do Art. 1º da Resolução nº 2/81

Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva;

Política de Educação Especial de Santa Catarina e Programa Pedagógico da Política de Educação Especial de Santa Catarina;

Atribuições do segundo professor de turma;

Alfabetização com letramento;

Adequações curriculares;

Conceitos de deficiência intelectual, visual, auditiva, física e múltipla, transtorno global do desenvolvimento, condutas típicas e altas habilidades;

Tecnologias assistivas.

Caracterização do atendimento educacional especializado;

Caracterização do serviço de Atendimento Educacional Especializado.

 

TERAPEUTA OCUPACIONAL NASF

Anatomia; Neurologia; Cinesiologia; Ética e Deontologia; Fundamentos de Terapia Ocupacional e Psiquiatria; Conceitos de Terapia Ocupacional; Objetivos da Terapia Ocupacional; Recursos Terapêuticos para atividades com pacientes; Princípios de atividade da Terapia Ocupacional; Terapia Ocupacional Humanística; Terapia Ocupacioal Positivista; Terapia Ocupacional Materialista Histórico; Histórico da Terapia Ocupacional; Material e Equipamentos empregados; Procedimento - ações realizadas pelo sujeito; Aspectos físicos, psicofísicos, psíquicos e sociais; Análise das atividades; Análise geral de atividades; Regulamentação profissional; Conhecimentos básicos inerentes as atividades da função.



Comunicado de cancelamento
Publicado em 16/06/2014
A comissão instituída pela Portaria nº 665/2014 torna público o cancelamento do Edital nº 001/2014 referente ao Processo Seletivo em face do Parecer Jurídico nº 090/2014 Comissão Organizadora Processo Seletivo 001/2014