---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

saudenapraça
Dia Mundial de Combate ao AVC foi tema no evento Saúde na Praça do último sábado

Publicado em 08/10/2019 às 10:00 - Atualizado em 08/10/2019 às 10:00

O evento Saúde na Praça realizou sua oitava edição no último sábado, 05, na Praça Desembargador Guilherme Luiz Abry (Praça dos Bancos). Promovido pela Secretaria Municipal de Saúde, a equipe de Mafra foi composta por profissionais da enfermagem (enfermeiros e técnicos) e profissionais de odontologia (dentistas e técnicos em higiene dental). O evento contou também com o apoio de professores e profissionais de saúde do Hospital São Vicente de Paulo (HSPV), Universidade do Contestado (UnC), Cedup, Senac e Canal C com os alunos dos cursos enfermagem, psicologia, farmácia, medicina, educação física, fisioterapia e também de cursos técnicos de enfermagem.

 

O Dia Mundial de Combate ao Ataque Vascular Cerebral (AVC) foi o tema principal do evento. A data é celebrada em 29 de outubro e tem a finalidade de conscientizar as pessoas sobre as formas de prevenção da doença cerebral que mais mata no Brasil.

 

Baseando-se na portaria nº. 665, de 12 de abril de 2012, que dispõe sobre a linha de cuidados em AVC, o neurologista Oscar Reimann Junior e o neurocirurgião e professor do curso de medicina da UnC, Michael Ricardo Lang, idealizaram um mês inteiro voltado à prevenção e orientação sobre a doença, proporcionando diversas capacitações com equipes de saúde e também orientações à população sobre os riscos e os principais sintomas do Ataque Vascular Cerebral.

 

AVC: uma doença que pode ser evitada!

No Brasil, o Ataque Vascular Cerebral é a segunda maior causa de morte, ou seja, 1 a cada 4 brasileiros terá um AVC, mas 90% dos casos podem ser evitados. Em Mafra, o Hospital São Vicente de Paulo é centro de referência de tratamento do AVC pelo SUS e em outubro, realiza um mês inteiro de atividades sobre o tema em parceria com o poder público e entidades privadas.

 

Durante a ação, o que chamou a atenção do público foi o cérebro inflável gigante instalado na praça, o qual prendia a atenção pela curiosidade e em seu interior trazia orientações sobre a doença.

 

Os alunos do curso de Psicologia realizaram atendimentos gratuitos com orientações sobre a depressão, stress, ansiedade e bem-estar. Bem como, o rastreamento de fatores de risco da doença e o que as pessoas sabem sobre o AVC. O curso de Educação Física proporcionou os testes de elasticidade e flexibilidade, aferição do índice de massa corporal (IMC) e de gordura. Já Fisioterapia, orientou sobre os riscos do AVC e exames que possam averiguar fatores de risco, como o de capacidade pulmonar.

 

O curso de Farmácia realizou atendimentos junto aos alunos de Medicina ofertando a aferição de pressão arterial e orientações às pessoas hipertensas sobre a atenção farmacêutica ao uso correto de medicamentos, sinais e sintomas, fatores de risco, e também realizaram a aferição de oximetria, frequência cardíaca e circunferência de pescoço; Os alunos da área de Enfermagem realizaram testes de glicemia.

 

Saber reconhecer os sinais e sintomas é primordial!

De acordo com o neurocirurgião Michael Ricardo Lang, “O AVC é um problema social. É a doença que mais possui formas de tratamento, mas é preciso conscientizar a população que ao menor sinal, há tratamento”.

 

A rapidez do diagnóstico dos sintomas para evitar o AVC deve ser de até 4h30min do início dos sintomas, onde ainda é possível dissolver o coágulo. Chamamos este tempo de ‘janela terapêutica’ para a administração de medicamentos”, relatou o neurologista Oscar Reimann Junior.

 

O que o cidadão pôde concluir com a temática do evento, é que o ideal contra o AVC é trabalhar a prevenção, saber reconhecer os sintomas e realizar um atendimento direcionado e imediato. Portanto, ao menor sinal da doença, o SAMU (192) deve ser acionado dentro de até 4 horas para garantir o sucesso no tratamento.

 

Atendimentos ofertados pela Secretaria de Saúde de Mafra

Cada paciente que passou pela praça teve quatro doenças analisadas: Hepatite B, Hepatite C, Sífilis e HIV. Além disso, foram realizadas 20 aferições de pressão arterial, 19 atendimentos e avaliações em saúde bucal, 130 orientações em saúde e ainda oito vacinas contra a Febre Amarela.

 

9ª edição

Está agendada para o dia 09 de novembro a nona edição do evento que, de acordo com a Secretaria de Saúde de Mafra, é uma forma de conscientizar a população sobre os cuidados básicos com a própria saúde. Basta comparecer. O evento é gratuito e aberto à população. Mais informações pelo telefone: 3645-3931.

 

 

Fale com a Prefeitura

Ouvidoria: 47 3641-4043 – ouvidoria@mafra.sc.gov.br

Site: www.mafra.sc.gov.brFacebook: Prefeitura Mafra Twitter: @PrefeituraMfa

Instagram: prefeitura.mafra

A Prefeitura de Mafra fica na Av. Prefeito Frederico Heyse, 1386, Alto de Mafra. Telefone: 47 3641-4000.

 

 


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar